A apresentar resultados para:
Ordem
Mais Recentes
Mais Recentes Mais Antigas
Data
Tudo
Na Última Hora Últimas 24 Horas Últimos 7 Dias Último Mês Último Ano Tudo Datas específicas

Relatórios sobre desinformação

 

REUTERS DIGITAL NEWS REPORT 2021

Cerca de três quartos dos portugueses que utilizam a Internet afirmam-se preocupados com o que é real e falso 'online', de acordo com o Reuters Digital News Report 2021 (Reuters DNR 2021), divulgado a 23 de junho.

https://reutersinstitute.politics.ox.ac.uk/sites/default/files/2021-06/Digital_News_Report_2021_FINAL.pdf

(relatório em inglês)

------------------------------------------------------------------

Orientação da Comissão Europeia sobre o Reforço do Código de Práticas sobre Desinformação

A crise da COVID-19 ilustrou claramente as ameaças e os desafios que a desinformação coloca às nossas sociedades. A 'infodemia' - a rápida propagação de falsa, imprecisa ou
informação enganosa sobre a pandemia - tem representado riscos substanciais para as pessoas, para a saúde, para os sistemas de saúde pública, gestão eficaz de crises, economia e coesão social.

A pandemia também elevou o papel que a tecnologia digital desempenha nas nossas vidas, tornando-a cada vez mais central na forma como trabalhamos, aprendemos, socializamos, providenciamos material que necessitamos e na participação no discurso cívico. Aumentaram as apostas para assegurar que o ecossistema 'online' é um espaço seguro e demonstrou-se que, apesar dos consideráveis esforços feitos até à data, há uma necessidade urgente de intensificar os esforços para combater a desinformação.

Orientação da CE sobre reforço do Código de práticas contra desinformação

------------------------------------------------------------------

RELATÓRIO SOBRE OS DIREITOS FUNDAMENTAIS 2020

O ano de 2019 trouxe avanços e retrocessos no âmbito da proteção dos direitos fundamentais. O Relatório sobre os Direitos Fundamentais 2020 da FRA analisa os principais desenvolvimentos neste domínio, identificando tanto as realizações quanto os problemas que persistem. A presente publicação apresenta os pareceres da FRA relacionados com os principais desenvolvimentos nas áreas temáticas versadas e uma sinopse dos factos comprovados que sustentam tais pareceres. Deste modo, o documento fornece uma panorâmica compacta, porém informativa, dos
principais desafios em matéria de direitos fundamentais com que a UE e os seus Estados-Membros são confrontados

https://fra.europa.eu/sites/default/files/fra_uploads/fra-2020-fundamental-rights-report-2020-opinions_pt.pdf

 

------------------------------------------------------------------

Desinformação e propaganda: Impacto sobre o funcionamento do Estado de direito
e processos democráticos na UE e nos seus Estados-membros
(actualização de maio de 2021)

Entre Janeiro de 2019 e Janeiro de 2021, o impacto das acções de desinformação e as respostas às mesmas foram consideravelmente diferentes do que nos anos anteriores.
Pesquisas mostraram que as acções de desinformação se fundiram cada vez mais com conteúdos genuínos, e as suas fontes tornaram-se ainda mais difíceis de identificar.
Foram observados impactos particularmente fortes nos casos em que desinformação e propaganda manipuladora foram difundidas por indivíduos com altos níveis de autoridade política, que gozam da confiança e atenção dos cidadãos.
Diversas legislações foram introduzidas, bem como medidas políticas de vários Estados-membros e países terceiros, e ainda medidas  da sociedade civil
também floresceram, particularmente em relação ao aumento da resiliência contra a desinformação.

A investigação em curso sobre o mecanismo psicológico de manipulação e resiliência dá resultados mais detalhados. Este estudo tem por objectivo fornecer recomendações sobre medidas legislativas e políticas para proteger a democracia, o Estado de direito e direitos decorrentes do impacto da desinformação, bem como para criar uma informação estruturada  de um ecossistema que promove e protege estes valores.

https://www.europarl.europa.eu/RegData/etudes/STUD/2021/653633/EXPO_STU(2021)653633_EN.pdf

 

------------------------------------------------------------------

Impacto do Coronavirus e da crise pandémica no sistema mediático português e global
Versão III – Fevereiro 2021

Este terceiro relatório produzido pelo OberCom, sobre o impacto do período pandémico na indústria dos media,
permite, desde logo, constatar um aspeto muito próprio que se prende com o facto de muitos dos cenários
desenhados para o impacto da crise terem surgido ainda antes do fim da primeira vaga. Períodos subsequentes
mostraram que as principais tendências convergiam fortemente àquelas apontadas ainda num período de
relativo desconhecimento face ao que viria, resultando num número menor de publicações sobre o impacto da
pandemia nos media. Entre as grandes tendências registadas, assinalamos algumas principais que são
transversais à grande quantidade de análises feitas, especialmente durante o primeiro semestre de 2020, altura
em que inúmeros relatórios começaram a tentar despistar alguns cenários para o impacto da pandemia na
indústria dos media.

https://obercom.pt/wp-content/uploads/2021/02/Covid_III_FINAL.pdf

------------------------------------------------------------------

Uma perspectiva multidisciplinar sobre estratégias contra
desinformação em meios digitais
Danielle Caled - Mário J. Silva.

Este documento contribui para melhorar a nossa compreensão sobre os mecanismos da desinformação, formulando uma visão integrada e discutindo  respostas interdisciplinares e complementares, facilitando assim a investigação futura  num holístico enquadramento teórico sobre o tema.

https://drive.google.com/file/d/1ZDSY5RRr7UiUqQdZ24rLOA1h-L2__6R-/view

 

------------------------------------------------------------------

Código de Conduta da UE sobre Desinformação
Plataformas, redes sociais, anunciantes e indústria publicitária acordaram num Código de Conduta para abordar a disseminação da desinformação.

https://digital-strategy.ec.europa.eu/en/policies/code-practice-disinformation

CNECT-2019-20022-00-00-PT-TRA-00pdf (1)
(Em português)

------------------------------------------------------------------

Agências de notícias e fact-checking
Meta-análise de estratégias de integração da verificação de factos no jornalismo de agência

Obercom, Novembro de 2020

https://obercom.pt/wp-content/uploads/2020/11/Agencias_factchecking_Nov2020.pdf

------------------------------------------------------------------

Centro de Rastreamento deDesinformação sobre o novo coronavírus da NewsGuard (abril 2021)
A NewsGuard está a seguir os principais mitos sobre a COVID-19 - e os mais de 441 websites que estão a difundi-los.
Como a pandemia de COVID-19 continua a espalhar-se pelo planeta, o mesmo acontece com a desinformação e a desinformação sobre a doença.
Desde falsas curas a teorias de conspiração sobre a origem do vírus até à desinformação sobre a própria vacina, os mitos sobre a COVID-19 podem ter consequências perigosas e do mundo real.
Neste site encontrará muita informação sobre este fenómeno.

https://www.newsguardtech.com/coronavirus-misinformation-tracking-center/

------------------------------------------------------------------

Relatório da Unesco, de julho de 2020:
Infodemia - Decifrar a desinformação sobre a covid-19

"o Setor de Comunicação e Informação da Unesco está a trabalhar para mostrar que, para combater boatos, os governos devem valorizar a transparência e aumentar a divulgação proativa, bem como a disponibilização de dados abertos, de acordo com a lei e a política do direito à informação. Isso porque o acesso à informação de origem oficial é essencial para se ter credibilidade nas comunicações durante uma crise. Ao mesmo tempo, essa área importante da ação no “lado da oferta” não substitui a informação que é produzida pelos meios de comunicação. Portanto, o Setor precisa persuadir as autoridades a considerar o jornalismo livre e profissional como um aliado na luta contra a desinformação

https://www.gcedclearinghouse.org/sites/default/files/resources/210118por.pdf

------------------------------------------------------------------

Reuters Digital News Report 2020 - Portugal
O Reuters Digital News Report 2020 (ReutersDNR 2020) é o nono relatório anual do Reute
rs Institute for the Study of Journalism (RISJ) e o sexto relatório a contar com informação sobre Portugal.
Enquanto parceiro estratégico, o OberCom – Observatório da Comunicação colabora em permanência com o RISJ na conceção do questionário para Portugal, bem como na análise e interpretação final dos dados relativos ao nosso país.
O presente trabalho oferece uma análise mais aprofundada que tem por base os dados relativos a Portugal e tira partido dos seis anos de dados acumulados, desde 20151, o que permite perceber tendências e evoluções nesta área.
Aplicado pela YouGov, o inquérito que serve de base a este projeto foi incide sobre mais de 80 mil indivíduos, em 40 países, o que faz deste o maior estudo de comparação longitudinal de hábitos de consumo de notícias no mundo, com o objetivo de responder às questões mais latentes sobre o futuro da indústria noticiosa.
A edição deste ano procura explorar em profundidade as dinâmicas associadas às questões centrais das sociedades contemporâneas, nomeadamente:
Reuters RDNRP20-WEB-10-JUN

------------------------------------------------------------------

Relatório do MediaLab  que analisa a forma como os portugueses reagiram ao Coronavírus/Covid-19 no período entre 12 e 15 de março de 2020 através das redes sociais e também nas pesquisas online, mas contextualiza essa informação com dados analisados desde fevereiro.
São abordadas a partilha de mensagens de desinformação sobre o Coronavírus/Covid-19 através da rede social WhatsApp, com o objetivo de identificar essas mensagens, o seu nível de viralidade e a sua veracidade ou desinformação, e é feita uma primeira abordagem aos novos grupos de Facebook criados para partilhar informações sobre o vírus/doença, com o qual se procura identificar as ações comunitárias em Portugal.
INFORMAÇÃO E DESINFORMAÇÃO SOBRECNECT-2019-20022-00-00-PT-TRA-00pdf (1) O CORONAVÍRUS EM PORTUGAL - MediaLab ISCTE-IUL

------------------------------------------------------------------

 

Relatório Cibersegurança em Portugal - Riscos e Conflitos (junho de 2020)
Destaques:
"Portugal apresenta percentagens quase sempre inferiores às médias da UE no que se refere às empresas que reconhecem ter experienciado incidentes de segurança de TIC em 2019 relacionados com indisponibilidade de serviço, sendo a única exceção as empresas de transportes e armazenamento (9% em Portugal e 8% na UE). A maior discrepância em relação à UE ocorre no que diz respeito às grandes empresas, em que 19%, na UE, admitem ter sido vítimas de incidentes de indisponibilidade de serviço, enquanto em Portugal apenas 11% o admitiram."

"A pandemia de Covid-19 interfere em todas as previsões para 2020 e 2021: possível desaceleração da evolução de algumas tecnologias; ameaça à proteção dos dados pessoais; e aumento dos ciberataques que usam a engenharia social oportunista em relação a momentos de crise ou promovem a desestabilização social e política."

https://www.cncs.gov.pt/content/files/relatorio_riscos.conflitos2020__observatoriociberseguranca_cncs.pdf


------------------------------------------------------------------

First Draft explica o que as plataformas de internet estão a atuar contra a desinformação (Abril 2020)

A ONG First Draft compilou uma lista de como as 11 maiores plataformas de internet estão respondendo ao que eles descrevem como “informações incorretas e desinformação” sobre a pandemia da COVID-19. Algumas das principais ações identificadas incluem o cancelamento do registro de óbvios provedores de desinformação, e a promoção de fontes confiáveis por meio de espaços de divulgação livres e gratuitos e outros mecanismos.

https://firstdraftnews.org/latest/how-social-media-platforms-are-responding-to-the-coronavirus-infodemic/

------------------------------------------------------------------

Jornalismo, Fake News & Desinformação - UNESCO - 2019
Cherilyn Ireton e Julie Posetti
Manual para Educação e Treinamento em Jornalismo
A UNESCO trabalha para fortalecer o ensino de jornalismo e esta publicação é a mais recente contribuição para seu conjunto de conhecimento de ponta.
É parte da “Iniciativa Global pela Excelência na Educação em Jornalismo”, que é foco do Programa Internacional para o Desenvolvimento da Comunicação (PIDC) da UNESCO.
A iniciativa procura envolver-se com o ensino, a prática e a pesquisa do jornalismo de acordo com o panorama global, incluindo o compartilhamento de boas práticas internacionais.
Consequentemente, o presente manual procura servir como exemplo de currículo internacionalmente relevante, aberto à adesão ou adaptação, como resposta ao problema decorrente da desinformação global que confronta as sociedades em geral, e o jornalismo em particular
ManualFakeNews 2019 UNESCO

------------------------------------------------------------------

Boletim do Observatório de Cibersegurança, de maio de 2020:
boletim_observatorio_maio2020 CNCS

------------------------------------------------------------------

Cibercrime em tempo de pandemia (estudo do Ministério Público-PGR) de abril de 2020:
cibercrime_em_tempo_de_pandemia-20-04-2020

------------------------------------------------------------------

Obercom: As Fake News numa sociedade pós-verdade - Contextualização, potenciais soluções e análise - 2018

Com este relatório, o OberCom – Observatório da Comunicação pretende incidir alguma luz sobre a forma como a questão das fake news é actualmente abordada pelas instituições jornalísticas, governamentais ou empresariais, e que tipo de medidas foram tomadas – ou poderão vir a ser tomadas – para minimizar o problema.
Parte-se aqui de três perguntas iniciais, às quais se procurará dar resposta.
Em primeiro lugar, perceber de que forma as instituições e os agentes – nos quais se compreendem meios de comunicação, jornalistas, plataformas em rede (e.g., Facebook), governos, entre outros – estão a lidar com a questão das fake news.
Em segundo lugar, pretende-se também perceber que outras soluções e estratégias poderão vir ainda a ser propostas, de modo a lidar com a questão no futuro. Por último, será também importante perceber que importância é dada a
este tema em Portugal, se o tema se encontra a ser estudado, bem como compreender o que falta investigar.
2018-Relatorios-Obercom-Fake-News sociedade pós-verdade

------------------------------------------------------------------

Desordem de informação: Rumo a um quadro interdisciplinar para a investigação e a elaboração de políticas (2017)
Conselho da Europa

https://edoc.coe.int/en/media/7495-information-disorder-toward-an-interdisciplinary-framework-for-research-and-policy-making.html

162317GBR_Report desinformation

------------------------------------------------------------------

Autoridades reguladoras dos meios de comunicação e discurso de ódio (2017)

O objectivo desta publicação é contribuir para uma compreensão mais ampla do conceito de discurso do ódio, oferecer um ponto de partida em termos de fornecer recomendações e mecanismos de combate e prevenção, e facilitar esforços e iniciativas adicionais. Deverá representar um instrumento útil e importante em actividades futuras não só dos órgãos reguladores dos meios de comunicação social, mas também no âmbito do discurso dos intervenientes sociais mais vastos.

O Conselho da Europa deseja estender a sua gratidão às autoridades reguladoras nacionais no domínio dos media electrónicos do Sudeste da Europa pelo seu envolvimento na produção desta publicação, trabalho dedicado, iniciativa, capacidade de resposta e espírito de equipa que resultou na criação desta publicação de grande valor.

Media regulatory authorities and hate speech

---------------------------------------------------------
OUTROS DOCUMENTOS ORIENTADORES
---------------------------------------------------------

 

Código de Ética da IFCN:

https://ifcncodeofprinciples.poynter.org/know-more/the-commitments-of-the-code-of-principles