Oradores

 

  • Tomás Vieira Mário, presidente do Conselho Superior da Comunicação Social de Moçambique

 

  • Fernando Lima, presidente do grupo Mediacoop

  Fernando Lima é presidente do Conselho de Administração da Mediacoop, proprietária de títulos de imprensa, entre os quais o semanário Savana. Iniciou-se na profissão em 1976, tendo trabalhado para a Agência de Informação de Moçambique (AIM) e para o jornal Notícias. Foi ao serviço do Savana que em 2008 foi eleito melhor jornalista africano de língua portuguesa nos prémios de jornalismo da CNN Multichoice, com um conjunto de trabalhos realizados durante as cheias no vale do Zambeze, em 2007, com o fotógrafo moçambicano Naíta Ussene.

 

  • Luísa Meireles, diretora de informação da Lusa

  Nascida em Angola, Luísa Meireles é licenciada pela Faculdade de Direito de Lisboa. Abandonou a advocacia ao fim de 10 anos para se dedicar por inteiro ao jornalismo em 1989. Tem uma pós-graduação em Estudos Europeus pelo Instituto de Estudos Europeus da Universidade Católica de Lisboa e o curso de auditora do Instituto de Defesa Nacional. Especializou-se nas áreas de Defesa e Segurança e Assuntos Europeus. Foi editora de Internacional do jornal Expresso entre 2000-2006 e, entre 2006 e 2018, redatora principal na secção de Política deste jornal. Em outubro de 2018 assumiu o cargo de diretora de Informação da Lusa – Agência de Notícias de Portugal. Publicou o livro "E Depois do Iraque?", em parceria com o general Loureiro dos Santos (2003), bem como "General Loureiro dos Santos - uma biografia" (2018).

 

  • Ericino de Salema, jurista e diretor em Moçambique do Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África (EISA)

 

  • Selma Inocência, jornalista de investigação, coordenadora do programa eleitoral do ADS

  Selma Inocência tem mais de dez anos de experiência em jornalismo de investigação e comunicação estratégica. É coordenadora do programa eleitoral do ADS. De 2015 a 2017 trabalhou como jornalista de investigação e editora no grupo SOICO. Em 2014 juntou-se ao IREX Mozambique como Media Specialist na USAID Mozambique Media Strengthening Program por dois anos, onde formou mais de 100 estudantes universitários em jornalismo prático. Antes de juntar-se à IREX foi Directora de Informação da TV Miramar (do Grupo brazileiro Record). Foi vencedora de dois prémios de jornalismo CNN (2011 e 2013) e em 2017 galardoada pelo The Founder Award da Graça Machel Trust. Selma estudou Licenciatura em Ciências Jurídicas, na Universidade Politécnica.

 

  • Ernesto Nhanale, diretor-executivo do MISA Moçambique

  Ernesto Constantino Nhanale é director executivo do MISA - Moçambique (Instituto de Comunicação Social para a África Austral) e professor na Escola Superior de Jornalismo, na Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane e pesquisador do Centro de Estudos Interdisciplinares de Comunicação. É doutorado em Media, Comunicação e Cultura pela Universidade Autónoma de Barcelona, é mestre em Estudos dos Media e Jornalismo pela Universidade Nova de Lisboa e licenciado em Jornalismo pela Universidade Eduardo Mondlane.

 

  • Borges Nhamire, jornalista e pesquisador do CIP – Centro de Integridade Pública

  Borges Nhamire é jornalista moçambicano, atualmente correspondente da Bloomberg News e editor da edição em português do Boletim sobre o Processo Político em Moçambique, publicação do Centro de Integridade Pública (CIP), especializado em eleições. Antes foi editor do semanário Canal de Moçambique e repórter de política na STV e jornal O País. É formado em Jornalismo (Escola de Jornalismo), Relações Internacionais e Diplomacia (ISRI) e Direito (Faculdade de Direito da UEM).

 

  • Nicolau Santos, jornalista e PCA da Lusa

  Nicolau Santos, jornalista e Presidente do Conselho de Administração da Lusa – Agência de Notícias de Portugal desde 21 de março de 2018. Membro da direção do Expresso desde 1998 até 2017, enquanto diretor adjunto e co-apresentador do programa da SIC Notícias "Expresso da Meia-Noite". Nicolau Santos foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República Jorge Sampaio e o Prémio Pró-Autor da Sociedade Portuguesa de Autores pela divulgação da poesia portuguesa.

 

  • Celestino Joanguete, docente da Universidade Eduardo Mondlane

  Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, membro Fundador da Associação Moçambicana de Ciências da Comunicação e de Informação e Membro da Organização para a  Pesquisa em Ciências Sociais em África Oriental e Austral (OSSREA), Etiópia. Actualmente é docente e Investigador da Universidade Eduardo Mondlane/ Escola de Comunicação e Artes e Consultor em Comunicação para o Desenvolvimento.

 

  •  Hortênsio Eliseu Sueia, docente da Universidade Pedagógica

  Hortênsio Eliseu Paulo Sueia, sociólogo e jornalista,  foi durante 15 anos editor e apresentador do programa Justiça e Ordem na TVM (entre 2002 e 2017). Hoje é diretor do Gabinete de Comunicação e Imagem da Universidade Pedagógica de Maputo, onde é docente das disciplinas de Sociologia dos Media no Curso de Jornalismo e Sociologia das Organizações no Curso de Sociologia na Universidade Pedagógica. É natural de Xai- Xai, província de Gaza, Moçambique, e licenciado em Sociologia das Organizações, pela Universidade do Minho, Braga, Portugal, 1999.

 

  • António Ndapassoa, docente da Universidade Politécnica

António T. Miguel Ndapassoa é director executivo da Rádio Moçambique desde 1997. Doutorado em Linguística na Universidade Eduardo Mondlane, onde concluiu o mestrado em 2014 e a licenciatura em 1998. É docente na Universidade A Politécnica. Publicou algumas obras, entre as quais Serviço Público de radiodifusão - Desafios do presente e do futuro (2011), Estudos sobre o uso das línguas moçambicanas na Radiodifusão (2013), Glossário de conceitos políticos, desportivos e sociais (2015).

 

  • Lourenço do Rosário, fundador e ex-reitor da Universidade Politécnica, chanceler do Instituto Politécnico Superior

  Lourenço Joaquim da Costa Rosário é Doutor em Literaturas Africanas pela Universidade de Coimbra. Actualmente exerce as funções de Chanceller da Universidade Politécnica, Presidente da FUNDE, Presidente do Mecanismo Africano de Revisão de Pares e  Presidente da Comissão Nacional do IILP. Tem-se dedicado à pesquisa, investigação e publicação sobre a Narrativa de Transmissão Oral Africana, Literatura Africana de Língua Portuguesa,   História Social e Política da Sociedade Moçambicana. É autor de vasta obra acadêmica, com 12 livros publicados  e centenas de artigos publicados em  jornais e revistas, de circulação nacional e internacional.