Presidente da República defende cidadania ativa

icon-play

O Presidente da República propõe como desafio geral para todos que se reaja à desinformação através de uma cidadania ativa, "atenta e crítica, querendo saber mais, querendo testar a informação, saber de onde vem, a quem pode servir".

Numa declaração à agência Lusa, no âmbito de um trabalho preparatório sobre 'fake news', tema de uma conferência, a realizar em 21 de fevereiro, em Lisboa, e organizada pelas duas agências noticiosas de Portugal e Espanha, Lusa e Efe, com o título "O Combate às Fake News - Uma questão democrática", Marcelo Rebelo de Sousa defende que as 'fake news' crescem quanto mais baixo for o nível da informação produzido, porque são "dois fenómenos muito ligados".

O Presidente da República considera que quanto mais fraca, em termos de capacidade financeira e de meios humanos, for a comunicação social "mais fácil é fazer desinformação" e "mais poderosa" se torna essa desinformação.

 

Hugo Fragata (vídeo)